Parcerias estratégicas

Parcerias: Estratégias para o sucesso!

Como ouvimos constantemente, duas cabeças pensam melhor do que uma. O que dizer de três? Quatro? Talvez… mais?

Esse conceito deve ser aplicado aos negócios, até porque, o objetivo da maioria dos empreendimentos é a expansão, que pode ser conquistada através de parcerias estratégicas.

Antes, portanto, é imprescindível recordar o significado de uma parceria estratégica: não é simplesmente ter alguém com quem você pode contar; trata-se de um beneficiamento mútuo. As partes envolvidas devem alinhar seus objetivos com a parceria para que possam usufruir plenamente do que ela pode oferecer.

Uma parceria bem consolidada soma esforços; não carrega fardos. É feita para que cada participante consiga entregar o seu melhor dentro de sua área de conhecimento e experiência, resultando em um projeto completo, com escalabilidade.

A partir do momento em que os resultados de uma parceria estratégica são reconhecidos, as partes envolvidas aprendem na prática o quanto foi imprescindível unir forças. Descobrem o quanto partir do singular para o plural multiplica os resultados. Percebem que ensinar o outro é aprender a fazer melhor, e que, melhorar é um verbo que exige constância.

Para alguns, o desafio acontece quando uma parceria não dá certo. Quando as regras não são cumpridas, os prazos são passados por alto, as tarefas são feitas de qualquer modo. Realmente, situações assim produzem frustrações, e, com razão.

Mas, seria correto abrir mão de novas parcerias por ter enfrentado situações similares as descritas acima?

A verdade é que temos de aprender, a cada dia, que todas nossas decisões podem não ter o resultado planejado, mostrando-se melhores, ou, até piores. Caso isso ocorra, é necessário saber colocar um fim antes de ter ou aumentar algum prejuízo, seja ele qual for. E, seguir a diante.

Seguir a diante envolve aceitar que se uma parceria não deu certo, não quer dizer que as próximas também não terão futuro. Quer dizer que você precisa estar atento, pelo menos a estes três detalhes:

  • A quem você se unirá: pode ser o melhor profissional que você conheça, mas será que ele se enquadra no projeto em questão?
  • Qual será o período de experiência: qual será o prazo para que, caso as decisões não sejam cumpridas, a parceria será desfeita?
  • Quais as atribuições de cada um: pelo que cada um será responsável e em quais prazos? 

Lembre-se que, quanto maior for a sinergia, maiores serão as possibilidades de tudo dar certo, até porque, parcerias estratégicas são pontes de atalhos para o sucesso.

Deixe uma resposta